×

IMAGENS DO "GABINETE PARALELO" | Vídeo mostra virologista falando em “Gabinete das Sombras” e problematiza vacina no país

Vídeo divulgado pelo Metropoles mostra o Ministério Paralelo em ação. Em reunião com Bolsonaro, o mentecapto Osmar Terra, Nise Yamaguchi e outros militares, o médico virologista Paolo Zanoto fala na criação de um Shadow Cabinet (Gabinete das Sombras) para levar a frente seus planos negacionistas de imunidade de rebanho e outras barbaridades. Reunião ocorreu em 8 de setembro de 2020.

sexta-feira 4 de junho | Edição do dia

Após uma série de provas da existência de um gabinete paralelo, como as detalhadas por Arthur Weintraub, esse novo vídeo de hoje torna transparente a existência de um grupo de pessoas aconselhando o presidente Bolsonaro em seus planos negacionistas. O próprio termo usado pelo virologista é pertinente, pois o intuito do gabinete foi de fato levar o país às sombras do negacionismo obscurantista e assassino.

Antes do virologista falar, Bolsonaro chega a bater continência. Ele começa dizendo que lá havia um “grupo de leões” que precisava ser comandado também “por um leão” (que no caso seria o presidente). As metáforas deste homem parecem sempre ter uma macabra dupla conotação, pois leões precisam matar para se alimentar, assim como o governo matou até agora mais de 460 mil pessoas no país.

O intuito do médico era alertar para os problemas da vacina. Ele começa dizendo que “no contexto da vacina, a gente tem que tomar extremo cuidado, pois o Brasil tem uma diversidade genética assombrosa”. Depois ele diz que “com todo respeito eu acho que a gente tem que ter vacina, ou talvez não, porque o grande problema dos coronavirus é que eles têm intrinsecamente problemas no desenvolvimento vacinal (!!), a gente não tem condições de nesse momento dizer que a gente tem que ter qualquer vacina”. Daí ele embala na incrível sugestão de criar o Gabinete das Sombras, proposto ao energúmeno do Arthur Weintraub.

Além de dar sugestões sinistras ao presidente, o parvo Paolo Zanoto também fala barbaridades do tipo das que ele falou em 8 de dezembro de 2020, para a RedeTV:

Aqui no caso do Covid-19, do Sars-CoV-2, isso é um vírus que causa muito mais mortalidade em grupos etariamente bem definidos e com comorbidades. Então é óbvio que, se você tem uma função, uma distribuição de risco, deveria ser também uma distribuição de risco associada com, digamos assim, um incentivo a essas pessoas se vacinarem. Por outro lado, vacinar em massa todo mundo não é uma boa ideia, porque a gente não tem uma ideia muito boa de tudo o que acontece com essas vacinas, pois elas não foram desenvolvidas em prazo razoável para se estimar efeitos adversos de baixíssima frequência.

Ao lado de Bolsonaro está Osmar Terra, o médico mais inepto da história da humanidade e que não cansou de fazer previsões esdrúxulas sobre a pandemia (como a de que a pandemia iria acabar em abril de 2020). Nise Yamaguchi também palestrou para esse rol seleto de mentes brilhantes, responsáveis pelas centenas de milhares de mortes. Veja vídeo abaixo:

Leia Também: “A saída está na força da nossa luta, não na CPI desse regime golpista", diz Marcello Pablito




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias