×

GESTANTES E PANDEMIA | Nos próximos dias, gestantes podem ficar sem receber vacinas, graças a Bolsonaro e governadores

Bolsonaro e governadores seguem deixando o país com uma absurda falta de vacinas, o que pode deixar as gestantes praticamente sem vacinas nos próximos dias. É preciso lutar pela vacinação de toda a população já, através da quebra de patentes sem indenização e com produção sob controle dos trabalhadores da saúde e pesquisadores, contra os capitalistas da saúde que lucram com a pandemia.

terça-feira 11 de maio | Edição do dia

Foto: Charles Krupa/AP

O Ministério da Saúde está investigando o caso de uma gestante que morreu no Rio de Janeiro após ter sido imunizada com a vacina AstraZeneca. Na noite da última segunda-feira (10/05), a Anvisa emitiu nota técnica em que recomenda a suspensão imediata do uso da vacina Covid da AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. Com isso, diversos estados suspenderam a vacinação de mulheres grávidas contra a COVID-19.

Veja mais: ABSURDO: Bolsonaro ostenta picanha de R$1.799 o quilo, enquanto brasileiros vivem a fome

Mas nem o governo Bolsonaro e nem os governadores estaduais garantem outras vacinas em substituição à AstraZeneca. Isso ocorre não por falta de recursos para se produzir e distribuir as vacinas, mas porque a saúde é um negócio para um punhado de capitalistas, que especulam para ver quem paga mais pela vacina. É preciso lutar pela vacinação de toda a população já, através da quebra de patentes sem indenização e com produção sob controle dos trabalhadores da saúde e pesquisadores.

Veja também: Mortes aumentam enquanto BioNTech, produtora de vacinas da Covid-19, lucra € 1,13 bi




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias