Política

NEGACIONISMO

“Tem certas doenças que não morre mais ninguém”, ironiza Bolsonaro sobre as mortes por COVID

Em mais um show de negacionismo, Bolsonaro desacredita que as mais de 360 mil mortes por COVID no país sejam realmente por causa do coronavírus.

sexta-feira 16 de abril| Edição do dia

Imagem: Adriano Machado/Reuters

Em declaração nesta sexta-feira (16), Bolsonaro obrigou a população a ter que ouvir mais uma grande besteira e desrespeito às vidas perdidas nessa pandemia. Duvidando das centenas de milhares de mortes por COVID no Brasil, o negacionista afirmou que é preciso saber “o número concreto” de mortes pelo coronavírus.

- Entre quarta e quinta-feira dobrou o número de capitais sema primeira dose da vacina

"Pedi em público para o Ministro da Saúde na próxima reunião nossa do conselho apresentar nos últimos cinco anos quantas pessoas morreram de cada doença. Tem certas doenças que não morre mais ninguém", disse Bolsonaro. E completou com ainda mais ironia que "o vírus [da COVID] matou o mosquito da dengue".

Não é com a CPI do STF golpista que derrotaremos Bolsonaro, mas com a luta dos trabalhadores

Ontem o país registrou 3.774 mortes em 24h e vem registrando diariamente um número muito elevado, com a contaminação e os óbitos em uma alta constante, sem que o governo de Bolsonaro e Mourão, e tampouco os governadores consigam conter a pandemia.

O STF nessa semana referendou a criação da CPI da Covid no Senado, que terá como relator o golpista e inimigo dos trabalhadores Renan Calheiros, anunciando que nada de bom aos trabalhadores e população pobre virá daí.




Tópicos relacionados

BolsonaroGenocida   /    MORTES COVID-19   /    Bolsonaro   /    Negacionismo   /    Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    Pandemia   /    Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar