Política

Política Rio de Janeiro

Morre de câncer Jorge Picciani, ex-presidente da Alerj

Na madrugada desta sexta-feira (14), morreu Jorge Picciani. O ex-deputado estadual, de 66 anos, estava internado há 36 dias no Hospital Vila Nova Star onde fazia o tratamento de câncer na bexiga.

sexta-feira 14 de maio| Edição do dia

Por vários mandatos Picciani foi presidente da Assembleia Legislativa do RJ (Alerj) e era aliado de Sérgio Cabral. Chegou a ser investigado pela operação pró imperialista Lava Jato.

O ex-deputado foi presidente da Alerj 6 vezes. Era um rico empresário e representante do agronegócio, enquanto que aprovou em seus últimos anos pacotes de austeridade, entre eles a redução do auxílio educação. Foi preso duas vezes acusado de corrupção.

Foi também autor da lei contra o nepotismo na política, o que não o impediu de ter influência para eleger o seu filho como deputado estadual, Rafael Picciani.

O atual presidente da Alerj, André Ceciliano (PT) e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, lamentaram a morte do político.




Tópicos relacionados

Alerj   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar